06 março 2007

Um Óscar para uma verdade incómoda ? - O reverso da Medalha


É importante ler este artigo sobre a Verdade Inconveniente.
Se por um lado é bom que exista um produto- filme- que só por si tenha posto meio-mundo a falar sobre alterações climáticas, também é importante reflectir sobre:
- porquê só agora?- quem são os mais responsáveis?
- como vão assumir essa responsabilidade?

Fica por isso aqui a visão acerca do "o reverso da medalha" da Consagração (merecida) em Hollywood do Filme de Al Gore.

__________________________________________


A verdade incómoda do profeta Al Gore
& a incomodidade da verdade

Recordação de algumas atrocidades do duo Clinton-Gore
por Alfonso del Val
Sociólogo Fundador da revista El Ecologista no ano 1979 e co-autor do "Libro del reciclaje", Ed. Integral, e do "Guía del consumo responsable"

Apresenta-se nas salas de cinema do mundo inteiro um produto audiovisual denominado "Uma verdade incómoda". Ele faz parte de uma extensa campanha propagandística, com base na teoria no aquecimento global do planeta, do senhor Al Gore, ex–vice-presidente dos Estados Unidos da América. (...)
Tão pouco nos diz o senhor Gore qual é a causa verdadeira da situação no mundo sobre o esgotamento dos recursos, a degradação ambiental e a actual desigualdade económica e social. Apesar de que em 1972 já se tenha feito um estudo exaustivo ("Os limites do crescimento", estudo apresentado pelo Clube de Roma, sobre a avaliação da situação humanitária, feito por Donella H. Meadows, Denis L. Meadows, Jorgen Randers et William Berens III), ao qual se seguiram outros estudos que deram ocasião à declaração da Cimeira da Terra (Rio de Janeiro, 1992) sobre a necessidade da conservação dos recursos;
o senhor Gore não nos fala nas soluções para a redução do consumo de alguns recursos naturais, energéticos ou outros. Só nos fala de energia e CO 2 . Não se preocupa com o sofrimento actual das pessoas devido à destruição dos seus territórios, às migrações e mortes como consequência da depredação dos recursos, mas só se mostra compungido ao pensar na sua quinta na qual passou a sua idílica infância. Preocupa-o não saber em que condição ficará com o dito aquecimento global.
O consumismo é intocável, como alma mater e motor da nossa civilização actual que transforma recursos naturais em resíduos na proporção de 93%. Só 7% dos recursos naturais que utilizamos (minerais energéticos e não energéticos, alimentos, etc) são transformados em bens úteis para o nosso exagerado consumo.(...)

Leia mais em:http://resistir.info/climatologia/verdade_incomoda.html#notas_21_30

1 comentário:

Luiza disse...

Queria reloatar que já vi o filme e percebi uma certa seriedade das pessoas envolvidas....
cada vez mais o medo toma conta das pessoas, e todo esse medo provêm de apenas uma coisa.: nós.
quantas vezes nos deparamos com a pobreza e a miséria batendo em nossas portas??
isso nao pode ficar assim, é preciso tomar uma providencia, e já!!!!!!